Tratando pés inchados
12 de Fevereiro de 2019

Tratando pés inchados


No meio do dia, o sapato parece ficar mais apertado. A impressão é que a calça diminuiu de tamanho. No calor, não tem jeito. Pernas e pés inchados atormentam homens e mulheres de qualquer idade. Mas existem dicas que podem reduzir o desconforto.


A equipe de profissionais fisioterapeutas Fisioform explicam que as estações quentes provocam alteração na circulação sanguínea. Os vasos passam por vasodilatação para favorecer a transpiração e equilibrar a temperatura do organismo. E aí vem o inchaço, principalmente na região dos pés, das pernas e das mãos.


Esses edemas não surgem em todas as pessoas, mas as que têm mais de 50 anos de idade são mais suscetíveis, segundo a fisioterapeuta Gladis Maria Ullmann Gutiérrez, sócia-proprietária da Clínica Fisioform. “Nos mais velhos, questões hormonais, ganho de peso, dificuldade no sistema digestivo, doenças nas articulações – como artrose –, perda natural da contração das veias e de massa muscular acabam dificultando o retorno do sangue pro coração.”


Outros dois pontos influenciam o inchaço em pessoas em idade mais avançada. “O primeiro é que esse grupo de pessoas geralmente usa mais medicações, e várias delas, dependendo da forma que forem consumidas, podem sobrecarregar estruturas como o rim e o coração e levar a um aumento do grau de insuficiência vascular, aumentando a quantidade de líquido no entremeado da pele”, explica a fisioterapeuta.


Há algumas práticas que favorecem o retorno venoso e evitam o inchaço e cansaço das pernas, bem como atitudes que podem ajudar. Confira, a seguir.


Fazer pausas e repousar com as pernas elevadas. “Posicione os membros inferiores – pernas e pés – sobre uma almofada, deixando que fiquem acima do quadril”, ensina a fisioterapeuta;


Praticar atividade física. Caminhadas diárias de 30 minutos são suficientes;


Evitar alimentos muito condimentados ou ricos em sódio;


Apostar em alimentos diuréticos naturais, como kiwi, melancia, pepino, mirtilo, cenoura, berinjelas, alcachofra, salsão, uva e aspargos;


Beber muita água;


Dispensar bebidas alcóolicas;


Investir em compressas frias nas pernas, que podem aliviar o cansaço. Segundo a médica, elas ajudam o retorno venoso;


Marcar uma sessão de drenagem linfática, que também auxilia a eliminar toxinas;


Relaxar. Uma pressão arterial controlada é essencial para uma boa circulação.


A fisioterapia nestes casos possui um recurso bem conhecido, que é a drenagem linfática, uma técnica onde se utiliza o movimento das mãos para desobstruir o sistema linfático, diminuindo o acúmulo de líquidos e toxinas que ficam armazenadas nos casos deficientes. Os resultados são imediatos, mas um tratamento completo pode levar semanas, dependendo de cada caso.




Posts Relacionados

@2019 por Puxavante | wAdvice

FisioForm Clínica de Fisioterapia e Reabilitação

Rua Pedro Mayerle, 160, Anita Garibaldi - Joinville/SC, 89202-195 - 47 3433 6454

Rua Petrópolis, 668, Itaum - Joinville/SC, 89208-300 - 47 3426 1457

Rua Itaiópolis, 206, América - Joinville/SC, 89204-100 - 47 3031 9915