A Sociedade Brasileira de Geriatria e Geronto
Cuidados para evitar a Hipertermia em idosos no verão
13 de Dezembro de 2018

Cuidados para evitar a Hipertermia em idosos no verão



As altas temperaturas características do verão requerem cuidados aos idosos devido ao risco de hipertermia, que ocorre quando a temperatura do corpo fica acima de 37,4 graus Celsius. A Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia dá dicas para prevenção do problema que em algumas condições recebe nomes como insolação, internação ou choque pelo calor.


A temperatura regular do corpo é em torno de 36 graus Celsius. Quando há uma elevação, o organismo utiliza várias estratégias para resfria-lo, como o suor. Se a pessoa ficar muito tempo no sol e não tomar líquidos suficientes, o processo de resfriamento do corpo pode não funcionar corretamente. Então, o corpo se desidratada, não ocorre a sudorese, e assim a temperatura pode aumentar, causando sérios riscos à saúde do idoso.


Os sintomas de alerta para a hipertermia estão classificados como dores abdominais, contraturas musculares – câimbras, vômito, dor de cabeça, tontura, fraqueza, excesso ou falta de suor, sintomas neurológicos como irritabilidade, alucinações, delírios, convulsões e coma.



Muitos idosos fazem da exposição ao sol, fonte de reposição de vitamina D, responsável pela suplementação do cálcio, mas esta ação deve ser feita com cautela e atenção. O tempo ideal é entre 5 a 10 minutos em braços e pernas e nos horários recomendados. Entre 10h e 14h, a exposição é contra indicada pelos dermatologistas pelo risco de câncer de pele.


Na alimentação, comer pouco e várias vezes ao dia auxilia na digestão e deve ser intercalada com a ingestão de 8 a 10 copos de água. Para prevenir a desidratação, a água de coco é uma boa fonte de nutrientes.



No verão, é importante que o idoso:


–  Beba grande quantidade de água durante todo o dia

– Procure abrigo em lugares cobertos ou em áreas que possuam ar condicionado

–  Vista-se com roupas leves e de cor clara

– Evite atividades extenuantes na parte mais quente do dia (entre as 10 da manhã e as 16 horas)

–  Use filtro solar, chapéu ou boné ao sair no sol

–  Evite tomar cafeína e álcool, pois são bebidas que contribuem para desidratação

–  Se sentir cansaço, náuseas, tonturas, ou desenvolver dores de cabeça, saia IMEDIATAMENTE do sol, procurando abrigar-se numa sombra, local arejado e procure beber bastante água.



Posts Relacionados

@2019 por Puxavante | wAdvice

FisioForm Clínica de Fisioterapia e Reabilitação

Rua Pedro Mayerle, 160, Anita Garibaldi - Joinville/SC, 89202-195 - 47 3433 6454

Rua Petrópolis, 668, Itaum - Joinville/SC, 89208-300 - 47 3426 1457

Rua Itaiópolis, 206, América - Joinville/SC, 89204-100 - 47 3031 9915