Processamento auditivo e sua importância para nossa vida
09 de Agosto de 2018


Processamento auditivo e sua importância para nossa vida



Você já parou para pensar sobre a influência da audição para as atividades do dia a dia? Em como suas habilidades interferem em nossas ações e comportamentos? Por qual motivo algumas pessoas não conseguem entender o que é dito quando estão em ambientes ruidosos? Ou não conseguirem identificar quem está falando? Ou não permanecerem concentrados em uma atividade por um período que todos os outros conseguem? Ou não aprender canções, letras musicais ou até mesmo tocar um instrumento? Você conhece alguém assim? Talvez essa pessoa tenha alteração do processamento auditivo.


A audição é uma das funções sensoriais que adquirimos desde o período intrauterino. Ela se desenvolve aproximadamente a partir da 25º semana gestacional e se aprimora ao longo da vida. É a partir dela que conseguimos adquirir uma língua, desenvolver a fala e a linguagem, nos comunicarmos uns com os outros, localizar sons, cantar canções e tocar instrumentos, entre muitas outras atividades que nos trazem alegria e qualidade de vida.


O Processamento Auditivo pode ser explicado como a habilidade de decodificar as informações perceptuais auditivas no sistema nervoso central. Para que isso ocorra utilizamos as seguintes habilidades:


Localização e lateralização do som: identificação da fonte sonora – conseguir perceber a direção que o carro vem;

Discriminação auditiva: perceber se os estímulos são iguais ou diferentes – conseguir discriminar entre a letra da música e os instrumentos musicais;

Separação binaural: habilidade de nos concentrarmos em um estímulo auditivo unilateral e ignorarmos os estímulos da outra orelha – muito importante para que possamos conversar ao telefone;

Memória: habilidade de guardar e evocar os estímulos – muito importante para adquirir e desenvolver o vocabulário;

Fechamento: habilidade de conseguir entender uma informação mesmo quando não foi possível ouvir toda mensagem transmitida;

Atenção: habilidade de conseguir permanecer ouvindo um determinado estímulo auditivo por um período de tempo;

Associação: habilidade de relacionar um som não linguístico e sua fonte.

A alteração do Processamento auditivo acontece quando não há uma impossibilidade de analisar e/ou interpretar os estímulos sonoros. Se você conhece alguém que apresenta essas características procure um agende a sua consulta na Fisioform com o fonoaudiólogo, ele é o profissional habilitado para lhe orientar e auxiliar nessas situações.

Autora: Fga Thamyres De Almeida Barbosa da Silva

Referencial teórico:

Relação entre habilidades do processamento auditivo e funções neuropsicológicas em adolescentes – Rev. Cefac. 2010 Processamento auditivo central – Andislexia

A audição do bebê. In: MOREIRA, MEL., e etc.  Quando a vida começa diferente:o bebê e sua família na UTI neonatal [online]. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2003.





Posts Relacionados

@2018 por Puxavante | wAdvice

FisioForm Clínica de Fisioterapia e Reabilitação

Rua Pedro Mayerle, 160, Anita Garibaldi - Joinville/SC, 89202-195 - 47 3433 6454

Rua Petrópolis, 668, Itaum - Joinville/SC, 89208-300 - 47 3426 1457

Rua Itaiópolis, 206, América - Joinville/SC, 89204-100 - 47 3031 9915