Precisamos conhecer para não ter Preconceito – Câncer de próstata.
16 de Novembro de 2017


Infelizmente ainda o preconceito dos homens é muito grande. Eles têm muito medo do exame do toque, sem contar da descoberta do câncer de próstata. “O que a gente percebe muito é o medo dos homens em procurar diagnóstico da doença e tratar. No diagnóstico, o paciente acredita que vai morrer. Ele logo associa o câncer com o fim da vida, mas no câncer de próstata, isso é o contrário. Descoberto no início, as chances de cura de aproxima a 100%”.

A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão muito pequeno, tem a formato de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto. A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. A próstata produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides, liberado durante o ato sexual.

Os homens com mais de 50 anos de idade devem fazer os exames anuais. O câncer de próstata tem a tendência de um crescimento mais lento, o que aumenta as chances de cura quando descoberto na fase inicial. O maior fator de risco é sim o histórico familiar. Quando há registros de casos na família, por mais que seja em parentes de segundo e terceiro grau, importante acender o sinal de alerta a partir dos 45 anos”.

Esclarecendo que com homens mais de 50 anos, o câncer tende ser mais agressivo, em homens acima de 50 anos devem ter muito cuidado e buscar fazer os exames preventivos do câncer de próstata anualmente. E na fase dos 50 a 65 anos, o câncer é mais comum e tende ter um comportamento mais agressivo do que em pessoas com menos de 50 anos, doença ultrapassa ao câncer de mama.

Os homens estão demorando demais para ir ao urologista e fazer exames. A maioria dos casos que atendemos, a doença estava em fase avançada e não temos mais o que fazer, muito menos o que oferecer”, em diálogo com médicos e enfermeiros destaca-se ainda que de cada 10 homens, seis estão com câncer de próstata em estágio avançado e dificilmente terão uma sobrevida superior a dois anos. 

                                                           

Pensando bem, comenta a Fisioterapeuta Pélvica Ivana Roeder, que enquanto houver preconceito, infelizmente muitos homens vão morrer por causa do câncer. Existem pacientes que preferem morrer com o câncer de próstata do que fazer o exame do toque e até mesmo a fisioterapia para recuperar da incontinência urinária. A vida é mais importante que tudo, mas cada um tem suas prioridades e esse tipo de preconceito ainda é muito comum”. Podemos dizer, que fazendo o exame de toque, o homem não vai deixar de ser homem ou será menos homem. Ele tem que ter a ciência de que deve deixar o exemplo aos seus filhos, para que quando chegarem à fase adulta, na casa dos 40 anos, não tenham este preconceito. O teste não dói, e não vai pôr em prova a masculinidade de ninguém”, finalizou alertando que procure um urologista.

Ainda não sabemos o que provoca especificamente o câncer da próstata. No entanto, existem vários fatores que aumentam o risco de câncer da próstata.

Alguns dos fatores de risco são os seguintes:

Idade: O câncer de próstata afeta principalmente homens com mais de 50 anos de idade e o risco aumenta com a idade.

História familiar: Os homens são mais propensos a ter câncer de próstata se o seu pai ou irmão foi diagnosticado com ele, em comparação com pessoas que não têm parentes com esse tipo de câncer.

Etnia: Homens negros são mais propensos a ter câncer de próstata do que os homens pertencentes a outras etnias.

Falta de exercício: Falta de atividade física torna-o mais vulnerável ao câncer de próstata.

Níveis de testosterona elevados: Os homens que usam a terapia de testosterona são mais propensos a sofrer de problemas com a próstata.

Má alimentação: Tal como acontece com a maioria dos cânceres, uma dieta pobre coloca em um risco maior de câncer de próstata. Produtos excesso de leite, uma dieta rica em cálcio, a ingestão de carne processada e vermelha, gordura saturada, ingestão de álcool elevado e altas doses de suplementos de vitamina estão ligados à um maior risco de câncer de próstata.

O câncer da próstata é geralmente de crescimento lento e os sintomas podem não ocorrer durante muitos anos. De fato, durante a fase precoce, o câncer da próstata pode não ter quaisquer sintomas. Os sintomas começam apenas quando o câncer é grande o suficiente para colocar pressão sobre a uretra. Se o câncer começa na parte externa da glândula da próstata, longe da uretra, pode não haver quaisquer sintomas.

É importante saber que um aumento da próstata não significa necessariamente a presença de câncer. Como passar do tempo os homens envelhecem, a próstata frequentemente aumenta de tamanho. Esta condição é conhecida como hiperplasia prostática benigna (HPB). A HPB não costuma se transformar em câncer, mas um aumento da próstata pode, por vezes, conter áreas de células cancerosas.

Além disso, tumores na próstata podem dar origem a sintomas semelhantes a câncer da próstata, mesmo se os tumores sejam benignos. Se o seu médico ter conhecimento adequado dos possíveis sintomas de câncer de próstata, é possível tomar medidas em tempo hábil, diz a fisioterapeuta pélvica Ivana Roeder.

Segue 7 dos sinais e sintomas do câncer de próstata que devemos saber:

1. Alterações nos hábitos da bexiga: devido à proximidade da glândula da próstata em relação à bexiga e da uretra, câncer da próstata leva a uma variedade de sintomas urinários. Dependendo do tamanho e localização, um tumor pode pressionar e fazer uma constrição da uretra, levando a alterações nos hábitos da bexiga. Os homens podem notar várias mudanças nos hábitos da bexiga, incluindo:

  • Dificuldade para urinar ou dificuldade para iniciar e parar ao urinar

  • Sensação de ardência ou dor durante a micção

  • Necessidade mais frequente de urinar, principalmente à noite

  • A perda de controle da bexiga, o que pode causar a perda de urina

  • Fluxo urinário fraco (de forma incompleta esvazia a bexiga)

2. Sangue na urina: percebeu sangue na urina, embora mais vulgarmente causada por uma infecção da bexiga, é possível uma outra indicação de câncer da próstata avançado. Infelizmente, não pode ter sinais ou sintomas nas fases iniciais. Quando o tumor aumenta, ele comprime a uretra, bloqueando parcialmente o fluxo de urina e pode ser tecido de cicatriz na próstata e as áreas circundantes. Isso pode levar a uma descarga de sangue durante a micção. Sangue na urina também pode ser o primeiro sinal de câncer da bexiga, rins ou do cólon, por isso é importante trazer este problema à atenção do seu médico.

3. Disfunção Sexual: a próstata desempenha um papel fundamental no sistema reprodutor masculino. Pois então, qualquer tipo de problema nesta glândula pode causar disfunção sexual. Quando sofrem de câncer de próstata, pode ter problemas para obter ou manter uma ereção ou ejaculação dolorosa experiência. Quando a condição avança, pode aparecer sangue no sêmen. Como a disfunção sexual é um problema comum associado com o envelhecer, muitos homens ignoram este sintoma. Não tome de ânimo leve disfunção erétil. Consulte o urologista. Os testes podem ajudar a determinar se seus sintomas são devido ao câncer.

4. Dor Frequente: uma vez que o câncer de próstata se espalha e atinge os ossos, pode causar dor frequente. A dor é também provável de ocorrer em várias áreas do corpo. A intensidade da dor depende do crescimento do tumor e quanto ele se espalhou para as áreas circundantes. Homens com câncer de próstata pode experimentar dor maçante, profunda nos quadris, costas, pelve ou superior coxas. Para qualquer dor em curso, seja leve ou crônica, deve ser avaliada pelo médico para descartar problemas graves de saúde.

5. Fraqueza ou dormência nas pernas: Junto com dor, você pode experimentar inchaço nas pernas e região pélvica. Além disso, pode haver dormência nos quadris, pernas e pés. Ele também pode causar rigidez nos quadris, coxas ou para parte de trás das pernas. Alguns homens podem até mesmo experimentar perda de controle da bexiga ou intestino sem controle. Isto normalmente acontece se o câncer se espalha para a coluna vertebral e provoca a compressão da medula espinal.

6. Perda de peso inexplicada: Perda de peso inexplicada é muitas vezes um dos primeiros sinais perceptíveis de diferentes tipos de câncer, incluindo câncer de próstata. A perda de peso muitas vezes ocorre com câncer de próstata quando o câncer se espalha para o fígado e prejudica o seu funcionamento. A função hepática é importante para a regulação do apetite e eliminação de toxinas. Se você não tiver tentado perder peso através de dieta e exercício, mas você ainda está perdendo peso, consulte um médico.

7. Fadiga: Além disso, constante fraqueza e fadiga pode ser um sinal de uma variedade de câncer, incluindo o da próstata. Na verdade, esse cansaço é diferente do cansaço que você sente depois de um dia agitado. Ela pode afetar seu nível de energia, motivação e capacidade de concentração. Fraqueza e fadiga, que não vai embora deve ser avaliada por um médico.                                                               

                                                           

Portanto com o intuito de esclarecer dizer porque deixar de lado o preconceito, recomenda-se que os homens acima de 50 anos de idade com um ou mais fatores de risco para o câncer de próstata, faça os exames de rotina. Exames de câncer de próstata tornam possível detectar o câncer em seus estágios iniciais, antes que os sintomas estão presentes, e mudem sua rotina, sua vida família e demais afazeres diários.

Pense nisso…

Dra. Ivana Roeder - Fisioterapeuta pélvica - 30.018-F



@2017 por Puxavante | wAdvice

FisioForm Clínica de Fisioterapia e Reabilitação

47 3433 6454

Rua Pedro Mayerle, 160

Anita Garibaldi | 89202-195

Joinville | Santa Catarina

47 3426 1457

Rua Petrópolis, 668

Itaum | 89208-300

Joinville | Santa Catarina