Estrabismo
04 de Outubro de 2017

Estrabismo

O estrabismo é um desequilíbrio na função dos músculos oculares, fazendo com que os dois olhos não fixem o mesmo ponto ou objeto ao mesmo tempo. No estrabismo ocular, enquanto um dos olhos fixa um objeto e o outro está desviado. Esse desvio pode ser permanente ou aparecer em determinados momentos. Para uma visão adequada é necessário os olhos manterem o alinhamento. Este alinhamento da imagem dos dois olhos ocorre ao final do 1º mês de visa, começa a se definir o que chamamos de reflexo de fixação. Este reflexo desenvolve-se até os 6 meses. Os desvios que os bebês fazem tendem a desaparecer até os 6 meses. Após isso é patológico.

Causas do estrabismo:

As causas do estrabismo podem ser diversas. Cada olho tem seis músculos extraoculares que controlam o0s movimentos dos globos oculares. Para focarmos ambos os olhos no mesmo objeto, todos esses músculos devem trabalhar de forma harmoniosa e simultânea.

O cérebro controla os movimentos destes músculos através de impulsos nervosos de excitação e inibição, de forma q que quando um músculo de um dos olhos contrai o seu oposto relaxa. Dessa forma, doenças que afetem o cérebro, como acidentes vasculares cerebrais (AVC), tumores, paralisia cerebral, síndrome de Down e de Duane, prematuridade, hidrocefalia, virose e traumas podem apresentar estrabismos primário ou secundário.

Sintomas:

Os sintomas podem ser permanentes ou intermitentes. As pessoas acometidas podem apresentar diferentes sinais e sintomas, de acordo com o tipo de estrabismo.

·         Olhos desalinhados;

·         Olhos cruzados;

·         Diplopia  (visão dupla)

·         Perda da percepção de profundidade (visão 3D)

·         Movimentos oculares descoordenados (olhos que não movimentam juntos).

 

Os problemas mais comuns causados pelo estrabismo são a diplopia, o desequilíbrio, dores de cabeça, torcicolos e supressão ocular, que é extingue ou má funcionamento do olho em desalinhamento. Em outras palavras passa-se a enxergar com apenas um dos olhos, sendo as principais consequências desta adaptação a incapacidade de enxergar em profundidade, alterações do campo visual e esquema corporal.

                    

Tipos de estrabismo:

Vertical, paralítico, acomodativo, intermitente, pseudo estrabismo, latente, divergente e convergente.

 

Estrabismo infantil

O estrabismo infantil aparece no bebê após os seis meses. Se aparecer por volta dos 3 anos, a causa mais provável será um erro refrativo (hipermetropia), designado estrabismo acomodativo.  Podendo normalmente ser corrigido com o uso do óculos, pois está geralmente relacionado com o controle muscular e não com a força muscular.

Os casos mais comuns de estrabismos ao nascimento ou imediatamente após. Este tipo de estrabismo, presente no bebe ao nascimento, tem o nome de estrabismo congênito.

Várias patologias podem estar relacionadas com estrabismo infantil, nomeadamente paralisia cerebral, hemangioma palpebral (ambliopia), rubéola congênita, trissomia 18, retinopatia da prematuridade, retinoblastoma e lesão cerebral traumática.

Exercícios para estrabismo:

A realização de exercícios podem, ser úteis na manutenção do alinhamento dos olhos. A reabilitação é fundamental, e a Terapia Ocupacional tem um trabalho específico nestes casos. São realizados exercícios oculares que envolvam estimulação sensorial, muscular e de função dos olhos.

Posts Relacionados

@2018 por Puxavante | wAdvice

FisioForm Clínica de Fisioterapia e Reabilitação

Rua Pedro Mayerle, 160, Anita Garibaldi - Joinville/SC, 89202-195 - 47 3433 6454

Rua Petrópolis, 668, Itaum - Joinville/SC, 89208-300 - 47 3426 1457

Rua Itaiópolis, 206, América - Joinville/SC, 89204-100 - 47 3031 9915