Reabilitação no Amputado
Reabilitar um amputado requer todo um trabalho de reintegração biopsicossocial. A literatura mostra que curtos períodos de imobilização e/ou a não utilização de um membro causa danos biológicos, como edema (inchaço), diminuição da massa muscular (atrofia) e da força, além de danos cardiovasculares e demais complicações. Todo amputado, indiferente da altura da amputação, apresenta o coto (nome dado ao membro que permaneceu) com formato irregular, edemaciado e sensível, consequência do processo cirúrgico. A primeira forma de tratar o coto é fazendo o correto enfaixamento, justamente para reverter o quadro mencionado. Todo paciente inicia o uso da prótese com um encaixe provisório (ou chamado também de teste). É de extrema valia esse uso, pois se observa que, com o decorrer do uso da prótese, o coto vai mudando de configuração, tendendo a afinar. Logo, com esse encaixe, será possível corrigir qualquer desconforto para o paciente ter sempre 100% de conforto com a prótese.
Individual
00:40h
Principais Benefícios
  • A fisioterapia dará novamente ao amputado a normalização dos movimentos, melhorará a força e trabalhará a melhora da postura, tudo isso visando um bom desempenho com a prótese.
  • No decorrer da adaptação, o paciente aprende a andar corretamente, colocar e tirar sozinho sua prótese, subir e descer rampas e escadas etc.
  • Aliado ao empenho, força de vontade e determinação do paciente, o tratamento tende a ter excelentes resultados e o seu retorno às suas atividades laborais e de vida diária podem ser surpreendentes.
Vídeos
Outras Áreas

@2017 por Puxavante | wAdvice

FisioForm Clínica de Fisioterapia e Reabilitação

47 3433 6454

Rua Pedro Mayerle, 160

Anita Garibaldi | 89202-195

Joinville | Santa Catarina

47 3426 1457

Rua Petrópolis, 668

Itaum | 89208-300

Joinville | Santa Catarina